7 de fevereiro de 2017

Apanhado de Links #9



1 - Nunca tive muito contato com histórias em quadrinhos, só experiências com gibis da Turma da Mônica na infância e alguns mangás durante minha adolescência. Ano passado comecei a ler Sandman e obviamente ainda não terminei. Aí eu li o texto “tá proibido apagar as manas dos quadrinhos” e percebi que eu tinha Persépolis aqui parada nas HQs que pretendo ler. Influenciada por esse texto, comecei (e já terminei) de ler Persépolis e fui pesquisar um pouco mais sobre mulheres nos quadrinhos. Já quero ler tanta coisa que vou precisar fazer um post só sobre isso. 

2 - Ainda sobre quadrinhos, aqui algumas tirinhas sobre “como seria se os governos fossem de mulheres agindo da mesma forma que os homens agem com elas”. 

3 - E já que entramos no assunto mulheres sendo oprimidas por homens, aqui um texto que fala sobre ser “a esposa do artista”. Não somos essa pessoa, somos mais do que isso. Vamos acender nossas luzes próprias! 

4 - Um relato emocionante sobre depressão e o “não-sentir”. 

5 - Sou dessas que estabelecem metas de livros para ler durante o ano e que quase morre quando vê que não cumpriu. Mas esse texto “metas de leitura e desgraçamento mental: como lidar” me fez ver que não precisa ser assim, que vale a pena analisar as leituras feitas e perceber que valeram muito mais a pena do que se tivesse mais 20 livros lidos na lista. 

6 - Com o texto “Por que fatos importam pouco quando a convicção é grande demais” pude entender porque as pessoas (e eu estou inclusa) sempre dão prioridade para notícias que as agradam ou favorecem de alguma forma (principalmente quando o assunto é política). 

7 - Sobre notícias falsas na web, temos o excelente texto “marcadores da mentira”. 

8 - Sou adepta da alimentação intuitiva. Eu como quando meu corpo sente fome e percebo do que sinto fome para comer aquela comida ou outra similar (isso quando minha compulsão alimentar me deixa em paz). Daí paro ao perceber que estou confortavelmente saciada. Agora acrescentei algumas dicas desse post “5 Passos Simples Que Vão Te Ajudar Ganhar Saúde, Perder Peso E Dizer Adeus À Dieta Para Sempre”. A água com limão quentinha pela manhã me faz correr pro banheiro a cada meia hora, sério. Me senti bem desinchada. 

9 - Esse texto “O quanto ganhamos lendo Virginia Woolf” me fez querer ler os ensaios da autora e depois passar para os livros. Pelo visto, Virginia escreve sobre temas muito interessantes ligados ao feminismo. 

10 - Trainspotting entra na lista de melhores filmes que já vi. Embora não seja o top 10, ainda assim é um excelente filme. E deu saudades de rever quando eu soube que lançaria o T2. Mas depois que vi o trailer, fiquei só com a vontade de rever o primeiro mesmo, porque olhaaa. Mas os atores se inspiraram em pessoas reais para criar seus personagens. O filme também fala sobre situações reais sobre o uso de drogas. E essas pessoas, da vida real? Como elas estão hoje? Saiba a resposta no excelente texto “O que aconteceu com a geração ‘Trainspotting' de usuários de heroína” 

11 - Nesse texto, tem uma reflexão sobre “Animais usados para entretenimento: uma história escondida de maus tratos”, que relaciona a polêmica sobre o filme “4 vidas de um cachorro” e o fechamento do circo Ringling Bros. 

12 - Estou lendo um livro sobre o álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band e lá fala um pouco sobre o envolvimento dos Beatles com drogas alucinógenas. Então, foi uma delícia receber o texto “os beatles e os alucinógenos” na newsletter da revista obvious.

Nenhum comentário: